Cisto Renal


Cisto Renal

É uma dilatação (bolsa) envolta por uma membrana formando uma cavidade ou tecido do corpo, possuindo em seu interior líquido e/ou ar, mas se o conteúdo interno for pus, chamamos de abscesso. Os cistos podem ocorrer em um ou nos dois rins e são, quase sempre, de tamanho inferior a 3 cm. Dependendo do número de cistos, pode ser definido se o paciente é portador de cistos renais isolados ou de uma doença chamada rins policísticos. Os fatores responsáveis pela formação dos cistos podem ser hereditários ou adquiridos, se desenvolvem em razão do aumento da pressão dentro do rim; aumento do gradiente das soluções salinas que banham o nefron, obstruções de graus variados, que ocorrem em qualquer lugar do nefron.

Existe uma classificação chamada de Bosniak que vai de I a IV e serve para caracterizar o cisto renal na TC: - Bosniak I é o cisto renal simples e benigno. - Bosniak II também é um cisto renal benigno, mas que contém alguns septos e discretas calcificações que podem ser confundidos ao ultra-som. - Bosniak III são cistos grosseiros com paredes grossas, vários septos e material denso no interior. Pode ser um câncer, mas também um cisto que sangrou ou que infeccionou. Esse achado indica maior investigação. - Bosniak VI são os cistos renais com características de câncer. Cistos Bosniak I e II são benignos e devem apenas ser acompanhados periodicamente para se ter certeza que não há complicações ou alterações nas suas características Cistos Bosniak III devem ser melhor avaliados com biópsia guiada por imagem, ou através de cirurgia. Cistos Bosniak IV devem sempre ser operados uma vez que mais de 80% deles são cânceres.

Sinais e Sintomas: - Geralmente é assintomático e pelo seu tamanho reduzido, os cistos poucas vezes são palpáveis ao exame físico e quase sempre são descobertos de maneira ocasional nos exames de rotina. - Nos exames laboratoriais, podem ser encontrados sinais de infecção urinária, hematúria e dificuldades para concentrar a urina. - A maior parte dos diagnósticos é feita através de um ultra-som solicitado por queixa não urológica, se os critérios no ultra-som permitem informar que o cisto é simples (Bosniak I) não é necessária nenhuma investigação. - A TC deve ser realizada nos casos em que ou ultra-som é duvidoso, detecta calcificações ou septos, ou ainda se múltiplos septos estiverem agrupados e possam mascarar um carcinoma subjacente.

SAIBA MAIS: - O cisto renal não vira câncer. - A maioria dos cistos simples acompanha a pessoa por toda a vida sem causar nenhum problema médico. - Ele é tão comum que, em pessoas acima de 60 anos, é considerado normal ter até quatro cistos em cada rim. - Diferente dos cistos simples, a doença renal policística inicia-se em adultos jovens e se caracteriza pelo progressivo aparecimento de dezenas de cistos ao longo da vida. Esta é considerada uma doença e deve ser seguida de perto por um nefrologista. - Uma das causas dos cistos adquiridos é a insuficiência renal crônica. - A incidência em pacientes renais aumenta com o número de anos de insuficiência. - Na insuficiência renal, quando a creatinina é de 3 mg%, 20% dos pacientes têm cistos renais. Quando é superior a 3mg%, 30% dos pacientes estão atingidos. - Alguns cânceres podem ser parecidos com cistos, por isso, serem erroneamente diagnosticados como tal.

Se necessário procure o médico Nefrologista.

#drLeokahn #cistorenal #doençasrenais

82 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :