Monossacarídeos


Monossacarídeos

Carboidratos simples que não sofrem o processo de hidrólise, estão prontos para serem absorvidos, possuem de 3 a 6 átomos de carbono, constituindo importante fonte energética para o funcionamento e manutenção do organismo. Os principais monossacarídeos são: - FRUTOSE - Um dos principais açúcares das frutas e do mel, em conjunto com a sacarose e glicose. Quando derivada do milho, chamada de xarope de milho, esta presente em vários alimentos processada, aumentando a ingesta de calorias e consequentemente o ganho de peso, aumento da pressão, síndrome metabólica e o diabetes. - GLICOSE - Considerada uma das principais fontes de energia, necessita do hormônio insulina para ser absorvido pelas células. Quando o pâncreas está comprometido, ocorre uma deficiência na produção desse hormônio, alterando a captação da glicose pelas células resultando no aumento da glicose sanguínea, podendo desenvolver diabetes mellitus. . - GALACTOSE: Encontrada no leite humano, no leite bovino e em outros alimentos derivados lácteos, pode ser encontrada ainda em frutas, como banana, tomate e maçã. O monossacarídeo se forma a partir da hidrólise da lactose (açúcar do leite). - RIBOSE: A ribose ou D ribose é uma pentose naturalmente encontrada nos alimentos e participa na formação de uma série de estruturas químicas do corpo, como o ácido desoxirribonucleico (DNA), ácido ribonucleico (RNA) e as adeninas nucleotídeos (componentes energéticos), como adenina trifosfato (ATP), adenina monofosfato (AMP) e adenina difosfato (ADP).

SAIBA MAIS: - Os monossacarídeos são os mais simples dos carboidratos e estimulam muito a insulina. Não devem ser consumidos em grande quantidade. - Os carboidratos maiores são quebrados pelo processo de digestão e absorvidos dessa forma mais simples. - A glicose fornece energia para as células e pode ser armazenada no fígado e nos músculos na forma de glicogênio. - O sistema nervoso central utiliza apenas a glicose como fonte de combustível. - A frutose é um tipo de açúcar que está em vários produtos que consumimos: ketchup, refrigerantes, bebidas energéticas, cereais, biscoitos, bolos, sorvetes, pães etc. - Leia com atenção à embalagem dos produtos e seus rótulos com tabelas de composição dos alimentos e calorias. - Os açúcares adicionados aos alimentos aparecem nos rótulos com os nomes: xarope de milho, frutose, sacarose, glicose, adoçante de milho, levulose, mel e dextrose. -O ideal é limitar a ingestão desses ingredientes e manter o consumo de açúcar proveniente de frutas naturais. Assim, além de consumir um tipo de açúcar mais puro, você também aumenta a ingestão de fibras e antioxidantes. - Reduza ou elimine o uso de refrigerantes. - Não compre doces enlatados em supermercados. - Se você não quer ficar sem os doces, dê preferência aos doces caseiros preparados com frutas naturais e adoçados com pouca quantidade de açúcar. - Barras de cereais podem ter alto teor de xarope de milho entre os grãos. Existem opções com baixo teor de açúcar ou mesmo isentas de adição de açúcar. - Evite os iogurtes com frutas no fundo, o xarope de milho é usado para preparar essas "geleias de frutas". Prefira iogurtes desnatados e de baixa caloria. - Lanchonetes e restaurantes que servem lanches rápidos (fast-foods) geralmente servem produtos com muito açúcar e sódio. - Aumente a ingestão de frutas frescas. - Dê preferência ao chocolate meio amargo ou amargo. - Entendendo mais sobre os carboidratos, passamos a entender que eles não têm nada de vilão. - A questão é mais uma vez fazer as escolhas certas e manter uma alimentação balanceada. - Não abuse de dietas da moda, basta equilíbrio, conhecimento e orientação.

#Monossacarídeos #drLeoKahn #carboidratos

32 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :