Melanoma


Melanoma O melanoma é um tipo de câncer que tem origem nas células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele. Mais comum nos adultos brancos, tanto nos homens como nas mulheres, a doença pode aparecer em qualquer idade e se originar a partir da transformação de pintas ou manchas pré-existentes. O câncer de pele é o mais comum entre os que acometem o corpo humano: corresponde a 18% de todos os cânceres. Embora só represente 4% dos tipos de câncer de pele, o melanoma é o mais grave. As estimativas de 2008 prevêem 2.950 casos novos em homens e 2.970 casos novos em mulheres. As maiores taxas estimadas em homens e mulheres encontram-se na região Sudeste. As chances de cura dependem da extensão e profundidade do tumor, bem como da presença ou não de metástases. O diagnóstico precoce, ou seja, o rápido reconhecimento da presença do tumor aumenta as chances de cura. A coloração do melanoma pode variar do castanho claro passando por vários matizes chegando até a cor negra (melanoma típico) ou apresentar área com despigmentação. O crescimento ou alteração da forma é progressivo e se faz no sentido horizontal ou vertical. Na fase de crescimento horizontal (superficial), a neoplasia invade a epiderme, podendo atingir ou não a derme papilar superior. No sentido vertical, o seu crescimento é acelerado através da espessura da pele, formando nódulos visíveis e palpáveis.

Sinais e Sintomas: - O melanoma pode surgir a partir da pele normal ou de uma lesão pigmentada. - A manifestação da doença na pele normal se dá a partir do aparecimento de uma pinta escura de bordas irregulares acompanhada de coceira e descamação. - Em casos de uma lesão pigmentada pré-existente, ocorre um aumento no tamanho, uma alteração na coloração e na forma da lesão que passa a apresentar bordas irregulares. DICAS: Pessoas de pele, cabelos e olhos claros devem evitar a exposição solar excessiva e usar protetor solar diariamente; Queimaduras solares, principalmente durante a infância, aumentam o risco de desenvolver melanoma cutâneo; O problema pode ser prevenido evitando-se a exposição ao sol no horário das 10h às 16h, quando os raios são mais intensos. Mesmo durante o período adequado é necessária à utilização de proteção como chapéu, guarda-sol, óculos escuros e filtros solares com fator de proteção 15 ou mais. Pessoas que já tiveram melanoma ou familiares com a doença devem fazer acompanhamento constante em um dermatologista.

SAIBA MAIS: Sempre verificar:- - Mancha ou pinta escura de aparecimento abrupto, não importa a localização; - Modificação de formato, cor ou tamanho; - Coceira ou dor; Inflamação ou sangrament; - Formato irregular; - Bordas irregulares; - Diferentes tonalidades de cor; - Diâmetro maior que 6 milímetros; Se forem notadas manchas suspeitas, é muito importante procurar um dermatologista.

#drLeokahn #Melanoma

13 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :