Torcicolo


Torcicolo

Distúrbio caracterizado pelo enrijecimento dos músculos do pescoço, fazendo com que os movimentos da cabeça se tornem muito dolorosos, limitados e podendo irradiar para a musculatura da região dorsal. Geralmente deve-se a doenças como o hipertiroidismo, as infecções do sistema nervoso, as disquinésias tardias (movimentos faciais anormais produzidos pela ingestão de medicamentos antipsicóticos), tumores do pescoço e outras. Tipos de Torcicolo: - Congênito: considera-se que um trauma no nascimento ou mau posicionamento intrauterino possa causar danos ao músculo esternocleidomastoideo no pescoço, resultando em diminuição ou contração excessiva desse músculo, geralmente limitando a amplitude de movimentos tanto de rotação quanto laterais da cabeça, ficando inclinada na direção do músculo afetado e girada na posição contrária. - Repentino: decorrente de contractura muscular, resultado de uma má postura do pescoço, movimento brusco, tensão, exposição ao frio e má posição ao dormir. - Dermatogênico: limitação de movimento do pescoço produzida por lesão extensa da pele da região, geralmente as sequelas cicatriciais de queimaduras. - Labiríntico: rotação da cabeça como compensação de desequilíbrio do corpo por disfunção do labirinto localizado no ouvido interno. - Ocular: surge por paralisia de músculos extraoculares, como o oblíquo, frequentemente associados à rotação e inclinação da cabeça. - Reumático ou sintomático: causado pelas doenças reumáticas afetando os músculos do pescoço. - Secundário: ocorre após fraturas ou degenerações nas vértebras cervicais. O torcicolo acomete uma em cada 10.000 pessoas, dez vezes mais frequente nas mulheres, pode se apresentar em qualquer idade, mas a sua incidência é maior entre 30 e 60 anos. A incidência do congênito é de 0,3% a 2%, aparece com 2 a 4 semanas de idade e geralmente desaparece gradualmente, entre cinco e oito meses de vida, mas algumas vezes ocorre uma fibrose.

Sinais e Sintomas: - Espasmos dolorosos e agudos dos músculos do pescoço, que começam de repente e se apresentam de modo intermitente ou contínuo. Normalmente só é afetado um lado do pescoço, fazendocom que a cabeça se incline e rodem na direção desse músculo. - Cerca de 30% desses indivíduos apresentam também espasmos nas pálpebras, na face, na mandíbula e nas mãos. O diagnostico é feito pelo médico que através do histórico do distúrbio na criança ou no adulto e fará investigação detalhada em lesões anteriores e outros problemas do pescoço; podendo realizar exames de radiografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética para determinar as causas específicas dos espasmos.

SAIBA MAIS: - O torcicolo varia de ligeiro a grave e permanente. - Não é raro o espasmo aparecer subitamente, sem causa aparente, ou mesmo durante o sono. - Cerca de 10 % a 20 % das pessoas que dele sofrem se recuperam sem tratamento em até cinco anos. - Pode persistir por toda a vida, provocando dores contínuas, mobilidade restringida do pescoço e deformidades posturais. - A avaliação de crianças com o seu histórico médico para determinar as circunstâncias do nascimento e qualquer possibilidade de trauma ou sintomas associados. - O torcicolo causa dores intensas que geralmente passam com o repouso, entretanto há casos em que pode exigir intervenção cirúrgica. - Em algumas pessoas o torcicolo reaparece com alguma frequência durante alguns anos. - Pode-se evitá-lo com: controle do estresse, da ansiedade, do sentimento de insegurança e do sedentarismo. - Pratique atividades físicas pelo menos três vezes por semana. - Faça sempre alongamento, inclusive do pescoço, antes das atividades. - Utilize colchões firmes e travesseiros que tenham a altura certa para deixar seu pescoço em uma situação confortável. - Durma sempre de lado, com o quadril e os joelhos levemente dobrados, que é a posição correta para a coluna. - Evite deitar-se e dormir em sofás. Geralmente em um a dois dias o torcicolo desaparece, caso isso não ocorra, consulte um médico, que pode ser o clínico geral, um ortopedista, um fisiatra ou um neurologista.

#Torcicolo #drLeoKahn

9 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :