Presbiopia


Presbiopia A presbiopia ocorre pela perda da elasticidade de uma das partes do olho, o cristalino, que não é capaz de formar a curvatura suficiente para que a imagem de perto seja formada. Algumas teorias afirmam que a base desse distúrbio visual é a perda da capacidade de contração do músculo ciliar, associada à esclerose da lente intraocular natural, que reduz a capacidade de focar as imagens de perto com o avançar da idade. Não é considerada uma doença, é uma evolução natural da visão que diminui a capacidade de focagem de perto em objetos. Cerca de 40% da população mundial é présbita e esse número tende a crescer; os homens e mulheres são afetados na mesma proporção e os primeiros sintomas ocorrem normalmente entre 40 e 50 anos.

TIPOS DE PRESBIOPIA - Emétrope: a visão para longe é perfeita, só há problemas para enxergar de perto. - Hipermétrope: quando não sente a necessidade de usar óculos logo que o problema se manifesta, a vista cansada aparece mais cedo. - Míope: a dificuldade é a visão para longe e, quando acomete, muitos míopes preferem tirar os óculos para ler de perto.

O diagnóstico é realizado em exames de rotina do médico oftalmologista, que usa a tabela de leitura para perto para o paciente exercitar a capacidade do foco ocular. O exame é importante, pois o problema pode surgir precocemente; por não se tratar de uma alteração anatômica do olho, dificilmente ocorrerá estabilização no grau de presbiopia até os 60 anos.

Sinais e Sintomas: - Dores de cabeça. - Dores nos olhos durante a leitura. - Impossibilidade de focar objetos que se encontrem mais próximos. - Pessoas que utilizam a visão para trabalhos manuais, como costura, artesanatos e leitura, o fazem a uma distância de cerca de 30 cm, procurando visualizar nitidamente o objeto, com um mínimo de esforço visual. Com o passar dos anos esse esforço acontece progressivamente, até o ponto de falência, que obriga o leitor a ir afastando o seu objeto até que se torna inviável a visualização.

SAIBA MAIS - A presbiopia é uma consequência natural do envelhecimento. Todas as pessoas, mesmo as que já sofrem de outra anomalia visual, começam a sentir sinais da presbiopia a partir dos 45 anos. - Se for hipermétrope é provável que ela se manifeste mais cedo do que num míope. Esta anomalia tem tendência para se agravar com a idade, mas geralmente estabiliza-se a partir dos 65 anos. - Os seus braços já não são suficientemente compridos para poder ler o jornal? Os seus filhos "implicam" ao vê-Ia enfiar a linha na agulha? Aproxima-se mais da luz? - São os primeiros sintomas da presbiopia, e seu aparecimento exato depende de diversos fatores. - O nome presbiopia vem da palavra grega presbus, que significa "homem velho". - Não pode ser prevenida, é um fenômeno natural. O importante é realizar regularmente exames visuais que poderão detectar também outras anomalias. - A opção mais moderna para a compensação da presbiopia são as lentes progressivas que se adaptam às necessidades de cada olho em focagem precisa a qualquer distância. - Na cirurgia refrativa é usada a mesma técnica, a Lasik, que corrige erros refrativos (miopia, astigmatismo, hipermetropia) mudando o formato da córnea, em longo prazo, esse tipo de procedimento envolvendo a presbiopia pode ter um resultado efêmero, já que a córnea perde elasticidade em razão da idade. - Radiofrequência é uma técnica que corrige temporariamente os problemas na visão fazendo a alteração do encurvamento da córnea; é uma técnica muito utilizada nos EUA, mas a ANVISA ainda não liberou sua utilização no Brasil.

#Presbiopia #drLeokahn #doençasdeidosos

1 visualização

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :