Eosinofilia


Eosinofilia Também chamada de leucocitose eosinófila é o aumento dos eosinófilos, células sanguíneas responsáveis pela defesa ou imunidade do organismo, além dos níveis normais dos indivíduos sadios. Essas células são formadas na medula óssea e permanecem na circulação durante algumas horas antes de emigrarem para os tecidos do organismo. Quando uma substância estranha entra no corpo, é detectada pelos linfócitos e pelos neutrófilos, que libertam substâncias que atraem os eosinófilos para essa área e esses libertam substâncias tóxicas que atacam os parasitas e destroem as células humanas anormais. Quando os valores estão baixos significa que o indivíduo está com a sua imunidade comprometida e pode ocorrer no pós-cirúrgico, em choque sistêmico, eclampsia, AIDS entre outros. Na eosinofilia a contagem sérica de eosinófilos totais é maior que 350 células/mm3, podendo ser classificadas em: - Leve - 351 a 1500 células/mm3 de sangue. - Moderada - 1500 a 5000 células/mm3 de sangue. - Intensa - acima de 5000 células/mm3 de sangue. - Valores levemente aumentados ou altos de eosinófilos significa que o indivíduo pode ter algum tipo de alergia, asma, infecção parasitária, artrite reumatoide, doença de Hodgkin, dermatite e doença de Adson. - A contagem de eosinófilos é igual para ambos os sexos, sendo que nos meninos na faixa dos quatro aos oito anos de idade ela é maior e nos idosos há lento declínio.

Fatores causadores: - Infecção Parasitaria, - Fase convalescente da escarlatina ou infecção pneumocócica, - Aspergilose bronco pulmonar, - Asma, - Hipersensibilidade a drogas, - Urticária, - Rinite alérgica, - Pneumonia eosinofílica, - Síndrome de Löeffer, - Doenças imunológicas da pele, - Síndrome de Bloch Sulzberger, - Dengue.

Sinais e Sintomas: - Angioedema, - Rash cutâneo, - Perda de peso, - Febre, - Suores noturnos, - Fadiga, - Tosse, - Dor de estômago, - Mialgia e artralgia, - Anomalias neurológicas.

O diagnóstico é realizado pelo médico na anamnese, no exame físico e através de exames laboratoriais como: hemograma, testes imunológicos, parasitológico de fezes, Proteína C reativa, Raios-X de tórax, ultrassom de abdômen, ecocardiograma, mielograma e exames específicos.

SAIBA MAIS: - Os eosinófilos constituem de 1% a 3% do total de leucócitos do sangue. - O período médio de vida dos eosinófilos é de quatro horas a seis dias. - Os níveis sanguíneos sofrem variações durante o dia, atingindo maior concentração à meia-noite e menor concentração ao meio dia. - Valores iguais ou inferiores a 50/microl. é chamada de eosinopenia. - Uma das principais funções dos eosinófilos é a defesa contra helmintos. - Exercício vigoroso provoca uma elevação que é proporcional ao aumento dos demais leucócitos. - Também podem causar aumento a menstruação, gravidez, parto e relação sexual. - Agentes tóxicos ou medicamentosos como: cobre, chumbo, tálio, fósforo, benzol, anilina, arsênico, pilocarpina, iodeto de potássio, salicilato de sódio, antipirina, ácido pícrico, álcool e agentes vagotônicos. - Neoplasias pulmonares, ósseas, ovarianas ou que comprometem as serosas. - Radioterapia. - Pênfigo foliáceo, psoríase, impetigo, o eczema, esporotricose e blastomicose. - Infecções bacterianas. Procure seu médico.

#Eosinofilia #drLeokahn

6,985 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :