Vitiligo


Vitiligo

Vitiligo Doença da pele causada por perda gradativa de sua pigmentação, geralmente com o surgimento de manchas brancas com bordas bem delimitadas e com crescimento centrífugo nos locais acometidos. Essas lesões podem ser isoladas ou espalhar-se pelo corpo, atingindo cabelo, genitais, cotovelos, joelhos, face, olhos, extremidades dos membros inferiores e superiores. Não é contagioso, acomete de 1 a 2% da população mundial, sendo mais comum até 20 anos de idade, em indivíduos com pele mais escura, independente de sexo e 30% dos casos possuem histórico familiar. Existem três teorias sobre as causas da doença: - Imunológica: que identifica como uma doença autoimune com início na formação de anticorpos antimelanócitos e que pode estar associadas diabetes, lúpus, tireoidite de Hashimoto entre outras. - Neural: em que um mediador químico causaria a inibição ou destruiçao da produção de melanócitos. - Citotóxica: metabólitos formados durante a fabricação da melanina podem destruir os melanócitos.

O Vitiligo é classificado em Localizado quando ocorre uma ou mais manchas em, pelo menos, três partes do corpo, com evolução de semanas ou alguns poucos meses e seguida de estabilização. Em Generalizado quando acomete várias áreas muitas vezes simétricas, com evolução rápida ou lenta e raramente na forma universal com mais de 70% do corpo acometido.

Sinais e Sintomas: - Perda da cor da mucosa da boca e nariz; - Perda de pigmentação do cabelo, cílios, barba e sobrancelhas; - Alteração da cor da retina; - Descoloração das axilas, umbigo, órgãos genital e reto.

O diagnóstico é feito através do histórico e do exame físico das lesões. O exame do paciente com lâmpada de Wood pode ser de grande utilidade para detectar manchas iniciais, a biopsia dificilmente é necessária para o diagnóstico diferencial.

SAIBA MAIS: - A evolução do vitiligo é imprevisível. - A repigmentação espontânea não é rara. - Algumas manchas brancas podem ser provocadas pelo sol ou por micoses e não constituem lesões de vitiligo. - O diagnóstico, em geral, não apresenta dificuldades. - Raramente ocorre cura definitiva das lesões, pois há áreas que apresentam maior dificuldade de recuperar a pigmentação. - Tome sol com cuidado, por períodos curtos. - Use protetor solar, evitando a exposição entre 10h e 16h. - Reaplique o protetor solar a cada duas horas. - Hidrate a pele normalmente. - É difícil prever como a doença vai progredir. Procure um médico dermatologista se você notar que alguma parte de seu corpo, cabelo ou olhos está perdendo a cor, especialmente se você notar o surgimento de manchas em algumas partes do corpo.

#Vitiligo #drLeoKahn

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo