Cistite


Cistite

A bexiga é um órgão do aparelho urinário, possui paredes musculares flexíveis revestidas internamente por células do uretélio ou epitélio de transição e esta localizada na pelve. Tem como principal função o armazenamento da urina antes de ser excretada pelo corpo. A doença inflamatório-infecciosa desse órgão é chamada de Cistite, causada em mais de 80% pela bactéria E. coli, oriunda do trato intestinal, com menor frequência o Protheus mirabilis e a Klebsiella pneumoniae. A anatomia gênito urinária da mulher propicia a maior incidência dessa doença devido à vagina e a entrada da uretra ficarem muito próximas do ânus. Além disso, a uretra do homem é mais extensa, fazendo com que a bactéria tenha que percorrer um caminho maior até a bexiga. Outros tipos de agentes infecciosos podem causar a cistite como o bacilo de Koch (cistite tuberculosa), fungos em pacientes imunodeprimidos, cistite radica devido à radioterapia pélvica, a intersticial que é a inflamação crônica, entre outras.

Fatores de risco: - Diabetes. - Radioterapia pélvica. - Calculo renal. - Uso de sondas uretrais. - Corrimento vaginal. - Vida sexual ativa. - Fatores genéticos. - Novo parceiro sexual. - Incontinência urinária. - Doenças na próstata.

Sinais e Sintomas: - Disúria. - Urgência para urinar. - Dificuldade de segurar a urina. - Vontade de urinar mesmo com a bexiga vazia. - Sensação de peso na barriga. - Hematúria. - Febre baixa.

O diagnóstico é realizado através da história clinica do paciente e do exame laboratorial de urina I + urocultura e antibiograma. Os exames de imagem e cistoscopia devem ser solicitados conforme o caso

Saiba mais: - Cuidado com a higiene íntima. - Quem usa papel higiênico deve sempre realizar a limpeza da frente para trás, na direção contrária à vagina. - Não realize ducha vaginal. - A ducha anal pode ser usada, mas o ideal é tomar banho após a evacuação. - Evite banhos em banheiras. - Não utilize desodorantes em spray na área genital ou qualquer outro produto de limpeza que possa irritar a vagina. - O coito favorece a entrada das bactérias na uretra. - Sempre urine após relação sexual. - Tome líquidos ao longo do dia para urinar com frequência. - Não use camisinhas que contenham espermicidas, pois aumentam o risco de cistites. - O mesmo vale para os diafragmas. - A mucosa ressecada na menopausa favorece o surgimento de lesões, que por sua vez propiciam a fixação de bactérias. - Em homens jovens com disúria é sempre importante pensar em DST como diagnóstico diferencial. - Indivíduos com cistite queixam-se de aumento da frequência, da urgência miccional, dor na bexiga, ardência e dificuldade para urinar (disúria). Procure um médico.

#Cistite #drLeokahn

2 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :