Caxumba - Doença que acomete as glândulas salivares.


Caxumba

Doença contagiosa causada pelo Paramyxovirus que penetra no organismo pelas vias respiratórias, através de gotículas de saliva ou perdigotos, permanecendo incubado e se proliferando por três semanas, após cai na corrente sangüínea se distribuindo pelo corpo. É caracterizada por edema inflamatório das glândulas salivares, principalmente as parótidas presentes em 30% dos casos, ocorrem com freqüência entre crianças entre 5 a 14 anos de idade, apresentando pouca possibilidade de complicações, porém, quando adquirida pelo adulto, requer cuidado especial. A incidência anual da caxumba varia entre 100 a 1000 casos para cada 100 mil habitantes, com surtos ou epidemias a cada 2 a 5 anos. Estima-se que, na ausência de imunização, 85% dos adultos têm caxumba e que um terço dos infectados não apresentam sintomas. As estações do ano com maior ocorrência de casos são o inverno e a primavera e geralmente ocorrem em forma de surtos. Nos adultos, a infecção dos testículos é a mais temida, podendo gerar a infertilidade definitiva do indivíduo, entre as mulheres a pior infecção é a ooferite e não parece ser causa de esterilidade. O pâncreas também pode ser afetado, sofrendo uma pancreatite que, em geral, se cura espontaneamente em poucos dias. Outros órgãos, como o coração, os rins e a glândula tireóide também podem ser atingidos, o que origina miocardite, nefrite ou tireoidite.

SINAIS E SINTOMAS: - Os primeiros sintomas surgem após três semanas de incubação são: - Mal estar, - Dor de cabeça, - Falta de apetite, - Febre, - Dores musculares e articulares difusas. - Após o segundo dia, atrás da mandíbula, aparece uma massa rígida, com consistência de borracha e contornos mal definidos, a pele da região fica esticada e brilhante, o lóbulo da orelha é empurrado para cima e para fora, desaparecendo o sulco que contorna o ângulo da mandíbula. - A parótida fica dolorida, o doente apresenta dificuldade para abrir a boca, virar a cabeça e se alimentar ou mesmo conversar. Quando a caxumba se apresenta externamente é um sinal que já esta chegando ao fim, com o decorrer de uma ou duas semanas o inchaço diminui gradualmente até desaparecer por completo. - O sistema nervoso freqüentemente é atingido pelo vírus da caxumba, mas sem complicação, dores de cabeça são o maior indicativo desta infestação, raras vezes chega ao estado de uma meningite ou encefalite, quando isso acontece, são curadas sem deixar qualquer tipo de seqüela.

SAIBA MAIS: - Recomendam-se vacinas aos 15 meses de vida. - Eventuais complicações como inflamação dos testículos, dos ovários e dos seios podem ocorrer principalmente em pacientes com mais de 12 anos ou em pessoas muito debilitadas. - Se o testículo for infectado, pode ocorrer, ocasionalmente, esterilidade. - Pode ocorrer mais de uma vez no lado do pescoço atingido, mas não é comum. - Como as pessoas sentem dores para movimentar as mandíbulas, recomendam-se alimentos líquidos ou pastosos. - Mantenha uma boa higiene bucal enxaguando e bochechando com anti-sépticos. - Compressas quentes e analgésicos podem aliviar a dor. - Mantenha repouso e evite se resfriar. - Fique afastado de outras pessoas, principalmente de gestantes. - O doente não deve comparecer à escola ou ao trabalho, durante nove dias após início da doença. - Assim que o organismo tiver se recuperado da doença, estará pronto para voltar a se dedicar às suas atividades diárias. - A vacinação profilática contra sarampo, caxumba e rubéola podem ser feita com a MMR. Trata-se de uma suspensão de vírus vivos atenuados e veiculados em um meio estéril, destinada à aplicação por via intramuscular ou subcutânea. A vacinação com a MMR também pode ser utilizada como medida estratégica de bloqueio diante da ameaça de surtos e epidemias. - As contra-indicações ao uso da vacina são: uso recente de imunoglobulinas ou transfusão sangüínea nos últimos três meses, pacientes com imunodeficiência (leucemia, linfoma), uso de corticosteróides, gravidez. Paciente com infecção por HIV já com sintomas, mas que não esteja severamente imunocomprometidos, deve ser vacinado. - Durante a gravidez a infecção pelo vírus da caxumba pode resultar em aborto espontâneo, porém não existem evidências de que possa causar más formações congênitas.

Procure ajuda médica imediatamente se: - Seu filho ficar com o pescoço rígido ou com muita dor de cabeça. - Seu filho vomitar repetidamente. - Seu filho parecer muito doente. - A inchação durar mais de sete dias. - A febre durar mais de quatro dias. - A pele sobre a glândula parótida estiver avermelhada. - Seu filho homem for adolescente e o testículo doer.

#Caxumba #drLeoKahn #doençasdainfancia

277 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :