Colite Ulcerativa - A doença pode ser desencadeada por fatores ambientais


Colite Ulcerativa Doença intestinal que provoca muito desconforto causa inflamação e feridas, chamadas úlceras, no revestimento do cólon e reto. Essas úlceras se formam aonde se instalou a inflamação no cólon, gerando sangramento e produção de coleção purulenta. Quando a inflamação ocorre no reto e parte inferior do cólon ela é chamada proctite ulcerativa; se todo o cólon for afetado é chamada pancolite, caso somente a parte esquerda do cólon seja afetada é chamada colite limitada ou distal. A Colite ulcerativa não é causada por estresse emocional ou sensibilidade a certos alimentos, porém esses fatores podem desencadear os sintomas em algumas pessoas. A retocolite ulcerativa pode evoluir para quadros graves, com sangramento volumoso de difícil controle que exigem internação hospitalar. Outra complicação é o megacólon tóxico, inflamação acompanhada de infecção grave que pode atingir a corrente sangüínea e causar septicemia. A incidência de pancolite ou colite universal por tempo prolongado aumenta a probabilidade de câncer de intestino.

Fatores de Risco: A doença pode ser desencadeada por fatores ambientais, mas há presumivelmente um fator genético de suscetibilidade, acredita-se que o sistema imunológico seja uma das causas, com uma reação anormal às bactérias no trato digestivo. Acomete mais as mulheres que os homens, com 15 a 30 anos e a partir da quinta década de vida. A incidência é de um caso para 1.000 pessoas, sendo mais frequente entre os ocidentais, embora esteja aumentando entre os orientais.

Sinais e Sintomas: - Dor abdominal. - Diarréia com sangue. - Fadiga. - Perda de peso. - Perda de apetite. - Sangramento retal. - Perda de fluidos corporais e nutrientes. - Lesões na pele. - Dor nas articulações. O diagnóstico é realizado pelo médico após um histórico minuscioso do paciente em conjunto com exame físico e utilizar exames complementares como: Hemograma; Fezes; albumina (proteína que se perde por causa da ferida no intestino e da produção intensa de muco), Raios-X; Enema opaco; Colonoscopia e Tomografia computadorizada. Os exames de hemossedimentação e da proteína C-reativa ajudam a fechar o diagnóstico e o marcador sorológico ANCA auxilia nos casos em que o diagnóstico diferencial é necessário.

SAIBA MAIS: - Pessoas com colite ulcerativa têm anormalidades no sistema imunológico, porém os médicos não sabem se essas são causa ou efeito. - É uma doença que a inflamação no cólon também faz com que ele se esvazie freqüentemente, causando diarréia. - Controlar a alimentação aumentando o consumo de alimentos ricos em fibras em todas as refeições parece ser parte importante do tratamento para colite ulcerativa. - A colite ulcerativa causa muito desconforto abdominal e pode ir se prolongando por toda a vida em períodos de crises e períodos de remissão. - O estresse de viver com colite ulcerativa também pode contribuir para piorar os sintomas. - Deve-se evitar o consumo de alimentos industrializados e gordurosos, pois eles possuem poucas fibras e podem piorar a saúde do indivíduo. - Ela não tem cura, mas pode ser controlada através de uma boa alimentação. - Durante as crises de colite ulcerativa deve-se dar preferência ao consumo de alimentos ricos em fibras como: Frutas laxantes: mamão, laranja, acerola, ameixa preta seca, banana-nanica, pêssego, abacaxi, kiwi, manga, tangerina, abacate, morango, melão, pêra, melancia, figo, caqui. Legumes e verduras: alface, couve e rúcula, acelga, agrião, aipo, escarola, espinafre, nabo, abóbora, cenoura e beterraba, grão de bico, fava e lentilha. Carnes magras. Bolos, biscoitos, pães, arroz e massas devem ser sempre integrais. Colite ulcerativa também pode causar sintomas como artrite, inflamação do olho, doença no fígado e osteoporose, procure seu médico.

#ColiteUlcerativa #diarreia #drLeoKahn

36 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :