Esofagite de Refluxo


Esofagite de Refluxo O esôfago é um tubo muscular revestido por uma mucosa, situado no tórax e que liga a boca ao estômago, a esofagite é a inflamação desta mucosa que pode ser causada pelo refluxo gastresofágico, quando o conteúdo ácido do estômago entra em contacto com a mucosa ou pela ingestão de alguma substância corrosiva. A Esofagite de Refluxo acontece quando o músculo no final do esôfago se abre no momento errado e permite que o conteúdo do estômago penetre no esôfago. Quando os sucos gástricos ácidos entram em contato com a parede do esôfago, podendo causar uma sensação de queimação. É a afecção mais freqüente do esôfago, o diagnóstico é baseado nos sintomas, mas para verificar a gravidade da doença e da presença ou não de complicações, são necessários exames. O melhor exame para o diagnóstico é a endoscopia, que permite o exame interno do esôfago e biopsia durante este procedimento. É importante para excluir o câncer de esôfago. A doença de refluxo é normalmente leve e raramente oferece risco de vida, entretanto, pode desenvolver complicações quando a pessoa não é tratada. Estas incluem sangramento ou úlceras no esôfago e, em alguns casos, um estreitamento do esôfago. Isto pode levar a dificuldade de engolir e a parada do alimento na área estenosada. O refluxo crônico pode estar associado com o esôfago de Barrett, uma condição que leva ao câncer.

SINTOMAS: - Azia quando há refluxo ácido para dentro do esôfago. - Sensação de queimação do peito até o pescoço. - Pode ocorrer regurgitação até a boca, provocando a sensação de um líquido amargo na boca. - Quando a esofagite é severa e as úlceras estão presentes, o ato de engolir provoca dor, quando o alimento atinge esta parte do esôfago. - Posteriormente se a porção inferior do esôfago se estreita devido à cicatrização, o alimento pode parar nesta área. - A esofagite também pode causar hemorragia, fezes pretas, anemia e vômitos de sangue.

SAIBA MAIS: - Evite o tabagismo. - As refeições volumosas aumentam a pressão dentro do estômago e aumenta o refluxo. - Você deverá se alimentar com pequenas quantidades de alimentos ricos em proteínas e pobres em gorduras. É melhor comer em intervalos iguais e não comer nada duas horas antes de dormir. - Os alimentos a serem evitados incluem chocolate, hortelã, álcool, cafeína, frutas cítricas, leite integral e produtos e base de tomate. - Atividade Física, como curvar o peito sobre a barriga e deitar, também pode aumentar os sintomas da doença de refluxo, especialmente após a refeição. - Pressão sobre o abdômen, comum nas pessoas que usam roupas muito apertadas ou são obesas ou em mulheres que estão grávidas, freqüentemente pode levar o aumento da irritação. - Manter uma atitude mental positiva, trabalhando junto com seu médico e seguindo o tratamento recomendado, pode ser “o melhor remédio” para a doença de refluxo. - O refluxo crônico pode causar problemas secundários, tais como, dificuldade de deglutição, rouquidão ou laringite que não melhora, e danos nas cordas vocais. - O refluxo também pode causar ou piorar problemas respiratórios, tais como, asma e pneumonia recorrente, particularmente se o conteúdo do estômago penetrar nas vias aéreas. - A elevação da cabeceira da cama de 10 a 15 cm, reduz a quantidade de ácido que reflui para o esôfago. - Alguns medicamentos podem piorar os sintomas da doença de refluxo. Informe seu médico sobre qualquer medicação que você esteja tomando, ele pode determinar se os medicamentos podem causar problemas. - Aproximadamente 5 a 10% dos pacientes em condições muito graves eventualmente requerem cirurgia.

Procure o serviço médico para tratamento, no caso o especialista indicado é o Gastrologista.


186 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :