Zika vírus


Zika vírus

Doença viral aguda, semelhante ao vírus causador da dengue e da febre amarela é transmitida principalmente por mosquitos como o Aedes aegypti. Esse vírus chegou ao Brasil em 2014, é pouco agressivo e apresenta sintomas parecidos com os da gripe e com manchas avermelhadas na pele, com duração de três a sete dias. O Aedes aegypti infecta-se com o Zika vírus toda vez que ele pica um indivíduo infectado, assim como ocorre na dengue e na febre amarela, portanto a febre Zika não é uma doença contagiosa e não é preciso impedir que o paciente infectado tenha contato com outras pessoas.

Principais Sinais e Sintomas: - Febre - Dor nas articulações dos dedos das mãos e dos pés, - Conjuntivite e dor nos olhos, - Cefaleia, - Rash cutâneo, - Dor abdominal, - Diarreia, - Prisão de ventre, - Tontura, - Perda do apetite. O diagnóstico de confirmação é realizado através dos exames laboratoriais de PCR, de sorologia com coleta de material após o 5º dia do início dos sintomas da doença.

Saiba Mais: - Os sintomas aparecem após 3 a 12 dias da picada do mosquito. - Uma em cada cinco pessoas contaminadas irá desenvolver sintomas. - O rash da febre Zika costuma ser bem difuso, iniciando-se na face e depois se disseminando pelo pescoço, tronco e membros. - Algumas pessoas queixam-se de coceira intensa. - A febre Zika é uma infecção benigna, que costuma durar de 2 a 7 dias e não provoca complicações hemorrágicas como a dengue. - A distinção entre a febre Zika, a febre Chikungunya e casos mais brandos de dengue apenas pelos sinais e sintomas é muito difícil de ser feita. - As medidas de prevenção e controle são semelhantes às da dengue e chikungunya. - Não existem medidas de controle específicas direcionadas ao homem, uma vez que não se dispõe de nenhuma vacina ou drogas antivirais. - Prevenção domiciliar por meio da eliminação da possibilidade de contato entre mosquitos e água armazenada em qualquer tipo de depósito, impedindo o acesso das fêmeas grávidas por intermédio do uso de telas/capas ou mantendo-se os reservatórios ou qualquer local que possa acumular água, totalmente cobertos. - Em caso de alerta ou de elevado risco de transmissão, a proteção individual por meio do uso de repelentes deve ser implementada pelos habitantes. - Individualmente, podem-se utilizar roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia quando os mosquitos são mais ativos podem proporcionar alguma proteção contra as picadas dos mosquitos e podem ser adotadas principalmente durante surtos, além do uso repelente na pele exposta ou nas roupas. - Na comunidade deve-se basear nos métodos realizados para o controle da dengue, utilizando-se estratégias eficazes para reduzir a densidade de mosquitos vetores. - As ações de controle são semelhantes aos da dengue, portanto voltadas principalmente na esfera municipal. - Quando o foco do mosquito é detectado, e não pode ser eliminado pelos moradores de um determinado local, a Secretaria Municipal de Saúde deve ser acionada.

Informações para quem deseja ENGRAVIDAR atualmente: - Converse com seu obstetra, levando em consideração todos os riscos e benefícios de aguardar um pouco, até que se tenham mais esclarecimentos e orientações atualizadas sobre a associação do Zika com microcefalia. - Evite viajar para as areas endemicas. - Coloque telas protetoras em todas as janelas e portas da sua casa. - O Aedes pode entrar durante o dia. - Estas telas serão muito úteis, pois depois protegerão o bebê também. - Use um repelente que possa ser utilizado por gestantes nas roupas e nas áreas expostas - Utilize roupas que cubram os braços e pernas.

No caso de duvidas ou sintomas procure seu médico.

#Zikavírus #drLeokahn

8 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :