Sífilis - Doença geralmente sexualmente transmissível


Sífilis

É uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum e tem como característica três fases clínicas distintas e sequenciais, separadas por períodos de infecção latente assintomática. A transmissão ocorre de uma pessoa para outra durante o ato sexual com parceiro infectado, por transfusão de sangue contaminado ou da mãe infectada para o bebê durante a gestação ou o parto. As fases são: - Primária - Após um período de incubação de 3 a 4 semanas (alcançando 1 a 13 semanas), a lesão primária se desenvolve no local de inoculação. - Secundária – A bactéria é disseminada pela corrente sanguínea produzindo lesões muco cutâneas generalizadas e edema dos linfonodos. Aproximadamente 25% permanecem com um cancro residual. - Terciária ou tardia – Cerca de um terço das pessoas sem tratamento desenvolve sífilis tardia, embora, algumas vezes, não muitos anos depois da infecção inicial. Fatores de risco: - Baixo nível escolar - História prévia de DST - Sexo sem preservativo - Baixa renda - Situação conjugal (união estável ou não estável) - Baixa idade da primeira relação sexual e da gestação - Elevado número de parceiros sexuais - Uso de drogas Sinais e sintomas: - Lesão primária se desenvolve no local de inoculação. - Pápula hiperemiada inicial - Úlcera indolor com base firme - Soro claro com numerosas espiroquetas - Linfonodos regionais são firmes, discretos e não dolorosos. O diagnóstico é realizado pela história e exame físico, associado a exames complementares como a observação e raspagem das feridas para avaliar a presença da bactéria, útil nas fases iniciais. Os exames de sangue que avaliam a presença de anticorpos contra a bactéria, como VDRL ou FTA-ABS, podem ser feitos após 2 a 3 semanas da infecção, sendo úteis para investigar indivíduos que não apresentam lesões ativas.

SAIBA MAIS: - Suspeita-se de sífilis primária com base em úlceras genitais, algumas vezes extragenitais, relativamente indolores. - Essas pequenas feridas nos órgãos sexuais e caroços nas virilhas surgem entre 7 a 20 dias após o sexo desprotegido com alguém infectado. - A ferida e as ínguas não doem, não coçam, não ardem e não apresentam pus. - Estas lesões costumam desaparecer após cerca de 4 a 5 semanas. - A infecção continua latente na pessoa, e pode voltar a se manifestar a qualquer momento, caso o tratamento não seja feito. - Ao alcançar certo estágio, podem surgir manchas em várias partes do corpo (inclusive mãos e pés) e queda dos cabelos. - A prevenção da sífilis é feita com o uso do preservativo em todos os contatos íntimos. - Diminuição da quantidade de parceiros é muito importante. - Durante o tratamento recomenda-se não ter relações. - Essa patologia pode ficar silenciosa por meses ou anos. - Até o momento em que surgem complicações graves como cegueira, paralisia, doença cerebral e problemas cardíacos, podendo levar à morte. Procure seu médico.

#sifilis #drLeoKahn #doençasexualmentetransmissivel

16 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :