Meningite Meningocócica


Meningite Meningocócica

O sistema nervoso central é protegido por três camadas de menbranas chamadas de meninges, entre as quais se intercalam duas câmaras líquidas que atuam como amortecedores. A inflamação dessas membranas pode ser causada por bactérias, vírus, fungos, protozoários e outros. A meningite do tipo meningocócica é uma das que causa maior atenção, pelo potencial de acometer de forma rápida e fulminante indivíduos saudáveis e pelo risco de desencadear epidemias. A meningococemia acomete mais de 500 mil pessoas/ano no mundo, ocasionando cerca de 50 mil óbitos, na maior parte crianças e adultos jovens, mas quando endêmica atinge todas faixas etárias.

Fatores de risco: - Baixa idade. - Morar em paÌses em desenvolvimento. - DeficiÍncia da imunidade humoral. - Viagens para áreas endemicas. - Deficiência do complemento. - Usuário de creches e escolas. - Asplênia funcional ou anatômica. - Implantes ocleares. - Profissionais de saúde.

Sinais e Sintomas: - Cefaleia intensa, - Náuseas, - Vômitos em jato, - Rigidez de nuca, - Confusão mental - Febre alta, - Mal-estar generalizado. - Agitação psicomotora.

O médico faz o diagnóstico pela história, exame físico completo, laboratoriais e a confirmação diagnóstica é feita pelo exame do líquor, o qual é coletado através de punção lombar.

SAIBA MAIS: - A meningite meningocócica é causada pela bactéria meningococo, que vive no nariz e na garganta, mas a maioria não fica doente (portadores assintomáticos). - A transmissão direta pode ser por meio de contato íntimo, como o beijo ou através de secreções expelidas pela fala, tosse ou espirro. - A transmissão indireta, por intermédio do ar ou de objetos, praticamente não existe. - O meningococo não resiste à umidade, ao oxigênio e às mudanças de temperatura. - Também não sobrevive mais do que alguns minutos fora do organismo. - Por isso, não é necessário desinfetar ou interditar o local, sendo suficiente mantê-lo limpo e arejado. - Para evitar estas e outras doenças de transmissão respiratória como resfriado, gripe etc., é preciso evitar aglomerações e locais fechados, sem ventilação. - Nas crianças menores nota-se irritação, choro constante e abaulamento da fontanela (moleira alta). - É importante diagnosticar a doença o mais rápido possível e iniciar o tratamento imediatamente. - Quanto mais cedo, maiores as chances de cura. - A meningite meningocócica é contagiosa e pode causar epidemias. Procure um médico, posto de saúde ou o hospital mais próximo.

#MeningiteMeningocócica #drLeokahn

16 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :