Rinite Alérgica


Rinite Alérgica

A Rinite Alérgica é causada por uma reação inflamatória do organismo contra substâncias que provocam alergia e se manifesta quando a pessoa inala algum agente ao qual é intolerante. Alergia não significa falta de defesa do organismo, mas ao contrário, é uma defesa exagerada contra agentes que não são potencialmente agressivos ao ser humano. Os mais comuns são a poeira doméstica, ácaros, fungos, pólen, pêlo de gato ou cachorro, fumaça de cigarro, óleo diesel e produtos químicos. Existe uma predisposição genética familiar, quando um dos pais é alérgico, há 35% de chances de o filho possuir rinite alérgica e quando o pai e mãe são alérgicos, essa probabilidade sobe para 80%. Afeta 20% da população e é a sexta principal causa de doença nos EUA, sendo responsável por mais de 30 milhões de consultas por ano. Em São Paulo não há uma clara definição das quatro estações do ano, a forma de rinite alérgica que predomina é a causada pelos ácaros, sendo que os doentes, em geral, apresentam sintomas durante o ano inteiro. Pesquisas apontam que cerca de 40% dos pacientes com rinite têm asma e até 80% dos asmáticos sofrem com os sintomas da rinite.

Ao exame, o médico pode verificar a presença de problemas dentro do nariz, como o desvio de septo, que pioram os sintomas da rinite ou dificultam o uso das medicações tópicas nasais, depois pode incluir testes de alergia com a aplicação de diversos alergenicos sobre a pele do paciente é que o tratamento será definido.

Sintomas: - Obstrução nasal, - Coriza, - Espirros constantes, - Coceira no nariz, na garganta ou nos olhos, - Roncos, - Otites, - Sinusites.

Todos os doentes apresentam os sintomas minutos após o contato com os alergenicos e cerca de metade deles terão novamente sintomas cerca de 4 a 6 horas depois.

SAIBA MAIS: - Evite talcos e perfumes, - Não fume, - Roupas raramente usadas devem ser lavadas antes do uso, - Realize atividades esportivas, - Manter os ambientes secos e abertos, permitindo a circulação do ar e a entrada do sol, - Não utilize tapetes, carpetes, cortinas e almofadões no quarto, - Evite mofo ou umidade, animais de pelúcia e estantes de livros e revistas no quarto, - Use travesseiros de espuma, - Encapar colchões, travesseiros e almofadas com plástico ou tecidos impermeáveis, - Recomenda-se limpar o estrado uma vez ao mês, - Lave cobertores de 15 em 15 dias e os exponha ao sol uma vez por semana, - Evite o uso de vassouras e espanadores de pó, utilize pano úmido diariamente na casa e nos móveis, antes de usar o aspirador de pó, - Evite animais de pêlo, caso seja impossível evitar os animais de pêlo, eles devem ser banhados pelo menos uma vez por semana e não devem permanecer no quarto de dormir, - Evite desinfetante e produtos de limpeza com odor forte, - RA leva à respiração pela boca, que pode levar a um palato muito arqueado, assim como a uma protrusão da mandíbula e a uma oclusão deficiente da boca, aumentando a necessidade de ortodontia, - O incômodo é maior, sobretudo à noite ou ao acordar e tende a melhorar durante o dia, - É sempre importante consultar um médico otorrino, pois existem vários tipos de rinite. - A rinite alérgica não tem cura, no entanto, ela pode ser controlada com diagnóstico correto, tratamento adequado e acompanhamento de um otorrinolaringologista.

#RiniteAlérgica #drLeokahn

9 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :