Cistos hepáticos


Cistos hepáticos A maior glândula do corpo humano encontra-se alojada no hipocôndrio direito, tem atividade endócrina e exócrina, é muito vascularizada e chamada de Fígado. O cisto do fígado, também conhecido como hepático é uma estrutura sacular, de 0,2 a 20 cm de diâmetro, sendo 2,0 cm o mais comum, podendo conter substancia liquida no seu interior. Essa patologia é mais frequente no sexo masculino a partir da quarta década de vida, mas quando presentes nas mulheres são mais sintomáticos. Geralmente tem caráter benigno, não representando sinais de neoplasias, mas quando aumenta de tamanho é considerado perigoso.

Classificados como: - Simples – conhecidos como hemangiomas, possui menos de 5,0 cm, dificilmente provoca sintomas. - Hidático – Cistos parasitários que provocam nodulações hepáticas e geralmente necessitam de intervenções cirúrgicas. - Neoplásico – Cisto tumoral, mais raro, de maior tamanho e geralmente de pior prognóstico.

Fatores de risco: - Doenças genéticas. - Excesso de medicamentos. - Fibrose hepática. - Doença hepática policística. - Tumor de fígado. - Infecção parasitária.

Sinais e Sintomas: - Obstrução das vias biliares - Icterícia. - Perda de peso. - Dor abdominal. - Cansaço excessivo. - Inchaço abdominal superior. - Náuseas. - Problemas digestivos. - Aumento do fígado. - Febre. - Urina escura.

O diagnóstico é realizado pelo histórico do paciente, acompanhado de exame físico, laboratoriais e de imagem como ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética ou até mesmo por biopsia transcutânea.

SAIBA MAIS: É comum que um indivíduo tenha mais de um cisto hepático. Múltiplos cistos são raros. Geralmente são assintomáticos. Quando maior de 7,0 cm, ou se há sangramento podem causar sintomas e ocorrem em cerca de 5% dos casos. Pode exercer pressão nos vasos e veias do aparelho digestivo. O sangramento é caracterizado por dor súbita no abdômen superior direito. O cisto hidático é causado pela fase larval do verme Echinococcus granulosus que parasita o intestino do cão e outros animais. A contaminação ocorre pela ingestão dos ovos do verme através da água, alimentos ou pelo contato direto com os animais portadores. Hemangiomas são pequenos tumores benignos formados por vasos sanguíneos enovelados. Os neoplásicos são extremamente raros e mais comuns em mulheres jovens. Podem ser benignos (Cistoadenoma hepático ou biliar) ou malignos (cistoadenocarcinoma hepático ou biliar). A Doença de Caroli é rara e genética, na maioria dos casos autossômica recessiva. Geralmente diagnosticada na primeira década de vida, ocorre uma dilatação dos dutos biliares dentro do fígado formando cistos. Cuidado com medicamentos para enxaquecas e anti-inflamatórios em excesso. Procure um médico hepatologista

#drleokahn #Cistoshepáticos #doençasdofigado

4 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :