Hipotensão


Hipotensão

Quando o coração se contrai para que o sangue saia do seu interior, a pressão nas artérias atinge o valor máximo (pressão sistólica) e quando a musculatura cardíaca relaxa para permitir que o sangue volte a encher suas cavidades, a pressão cai para os valores mínimos (pressão diastólica), a pressão arterial é considerada baixa quando os níveis são menores de 90 X 60 mm Hg. Indivíduos saudáveis podem ter níveis baixos sem manifestar os sinais e sintomas, pois a hipotensão não é considerada uma doença, mas pode estar relacionada com doenças graves como: infarto do miocárdio, embolia pulmonar, bradicardia, anemia, infecções graves, doenças endócrinas, Parkinson entre outras.

A pressão se altera durante o dia devido a vários fatores especialmente quando a pessoa dorme, acorda, fica excitada, nervosa ou ativa. O corpo é muito sensível a mudanças na pressão arterial, existem algumas células nas artérias que podem sentir se a pressão começa a subir ou cair e quando isso acontece elas acionam o corpo para fazer a pressão voltar ao normal. A maior parte das formas de hipotensão ocorre porque não consegue trazer a pressão de volta ao normal, ou não faz isso rápido o suficiente.

É classificada em três tipos principais: Ortostática : - acomete a pessoa quando levanta depois de estar sentada ou deitada. Neuralmente mediada: - pressão cai depois de ficar em pé por longo período e pode ocorrer também se tiver uma experiência desagradável ou aterrorizante. Severa ligada a choque: - O choque é uma condição médica que pode ser fatal na qual a pressão cai tanto que o cérebro, rins e outros órgãos vitais não conseguem sangue suficiente para trabalhar apropriadamente. (perda de muito sangue, infecções graves, queimaduras severas, reações alérgicas e envenenamento).

Sinais e Sintomas: - Tontura, - Visão turva, - Confusão, - Fraqueza, - Náusea, - Suores frios, - Taquicardia, - Sensação de desmaio. O diagnóstico é realizado pelo exame clínico e história do paciente, testes de laboratório podem ser necessários e em alguns casos é necessário pedir um exame chamado MAPA (monitorização ambulatorial da pressão arterial).

SAIBA MAIS: - A pressão arterial é consequência da força que o sangue exerce contra as paredes das artérias para conseguir circular pelo corpo. - De acordo com os critérios internacionais estabelecidos, os valores de referência desejáveis da pressão arterial são ao redor de 120 x 80 mm Hg. - Levante-se devagar e com cuidado quando estiver deitado, sente-se primeiro na cama e permaneça nessa posição por alguns minutos antes de ficar em pé. - Beba bastante líquido, mas em pequenos goles e dê preferência a sucos de frutas, se estiver em jejum há muito tempo. - Deite-se numa posição confortável e, se possível, com os pés mais elevados do que o coração e a cabeça. - Verifique se os medicamentos que está usando têm algum tipo de ação sobre pressão arterial. - Pratique exercícios físicos regularmente. - Evite permanecer por longos períodos em ambientes muito quentes e úmidos. - Hipotensão ortostática pode ocorrer durante a gravidez e geralmente desaparece depois do parto. - Idosos também estão mais propensos a ter hipotensão ortostática, principalmente um tipo que acontece após as refeições. - Alguns remédios podem aumentar o risco de hipotensão ortostática.

- O choque é uma emergência médica que deve ser tratada imediatamente. - Uma perda grande de sangue ou fluidos também pode ocasionar choque. Isso é conhecido como choque hipovolêmico.

Procure um médico se as crises de hipotensão se repetir.

#Hipotensão #drleokahn

7 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :