Arritmia Cardíaca - Pode ser causa de Morte Súbita


Arritmia cardíaca

Arritmia é um ritmo anormal dos batimentos cardíacos, podendo causar uma pausa temporária, ou o coração pode bater lentamente ou muito rapidamente. A maioria das arritmias não causa danos, porém algumas podem ser sérias e ameaçar a vida. Com arritmia cardíaca o coração pode não ser capaz de bombear sangue suficiente para o corpo, o que pode danificar o cérebro, coração e outros órgãos. Existem dois tipos básicos de arritmias, a bradicardia quando o coração bate a menos de 60 batimentos por minuto e a taquicardia quando são mais de 100 batimentos por minuto. Esses distúrbios causam nos Estados Unidos cerca de 450 mil casos de óbitos por ano e no nosso país cerca de 250 mil, ou seja, em média a cada 3 minutos ocorre uma morte súbita, superando as vítimas de Aids, câncer de mama e de pulmão. Algumas doenças podem causar arritmias como: pressão alta, doença coronária, insuficiência cardíaca, hipotireoidismo, hipertiroidismo e doença reumática do coração. Para algumas arritmias do tipo síndrome Wolff-Parkinson-White, o defeito cardíaco que causa a arritmia é congênito. Antes de iniciar o tratamento, é necessário que o médico saiba qual o tipo da arritmia, como começa, em que local do coração é desencadeada e se é anormal. Exames como eletrocardiograma, holter de eletrocardiograma, testes de esforço são freqüentemente usados no diagnóstico de arritmias.

Sinais e Sintomas: Batimento cardíaco irregular; Palpitações cardíacas; Batimento cardíaco lento; Ansiedade; Fraqueza; Tontura; Visão turva; Dor de cabeça leve; Transpiração; Falta de ar; Dor no peito.

SAIBA MAIS: Não fume; Evite bebidas alcoólicas; Muitas arritmias não ocasionam nenhum sinal ou sintoma; Controle seu colesterol e triglicérides; Mantenha sua pressão arterial sob controle; Cuidado com a doença coronária e insuficiência cardíaca; Faça exercícios físicos moderados; Diminua o uso de cafeína (café, chá preto, chá mate, alguns refrigerantes e energéticos); Não utilize drogas como cocaína, anfetaminas etc. Os tratamentos mais comuns para arritmias incluem remédios, procedimentos médicos e cirurgia. O tratamento é necessário quando a arritmia causa sintomas sérios como tonteira, dor no peito e desmaio, ou quando ela aumenta a probabilidade de desenvolver complicações como insuficiência cardíaca ou ataque cardíaco súbito.

Quando a pessoa perceber que seu coração está batendo de forma inadequada, deve procurar seu clínico geral ou um cardiologista para avaliação.

#drLeokahn #arritmiacardiaca #mortesubita

99 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Compartilhe agora e me ajude a proporcionar informações e orientações aos meus leitores :